Rapidinhas

Peço um café no Starbucks.
_ Your name, sir? – pergunta a moça do caixa.
Pois é, meu nome é complicado! No Brasil já nem sempre entendem. Acertar a grafia, então… Acostumei-me a responder “Helder-com-agá”, sempre que vão escrever. Fora do Brasil, esquece, se entenderem qualquer coisa já é lucro. Mas, vamos lá, a ver o que sai.
_ It’s ‘Relder’ – nosso R é o H em muitas línguas, ou o J em espanhol. Acho que eles entendem melhor assim do que se eu digo ‘Éuder’, à brasileira — aí me olham perplexos, como se eu estivesse falando uma língua de outro planeta.
_ Sorry?
_ Rel-der.
_ Ok.
Ela escreve o nome no copo e passa pra moça que prepara. Logo mais me entregam. Resolvo ler, por curiosidade, pra descobrir como ela se virou.
“Heldr”.
É, foi bem. Tchecos, né? Vogais pra quê?

………

Juscelino Kubitschek. Kubitschek, essa sopa de letrinhas, é um nome tcheco. O “itschek”, que aqui se escreve “íček”, é um diminutivo – é o “inho” deles. O “Kub” vem de Jakub. Logo: Jacozinho, Tiaguinho, Iaguinho ou Jaiminho em português.

………

Saindo da academia pro trabalho, chuva fina e vento frio, sem guarda-chuva. Um casal me para e pede informação:
– Excuse, me. The Shoppinnng Palladiummm?
– It’s right there. – aponto.
Não tenho dúvidas.
– Brasileiros?
– Sim! – Subitamente contentes – Onde é o Shopping Palladium?
– É aquele prédio rosa ali na frente – digo já tentando ir embora, para fugir da chuva e chegar ao trabalho.
– Obrigado! … De qual cidade?
– São Paulo.
– São Paulo – eles repetem satisfeitos.
Aceno e bato em retirada.
Pois é, conheço minha gente!

Anúncios

Sobre Helder

diplomata com alma de músico.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Rapidinhas

  1. Super curti a riqueza vocabular, especialmente, é claro. Conte-nos mais!

  2. Fabiola disse:

    Muito bom, pude imaginar as cenas. Parabéns.

  3. acertaram meu nome quando eu fui a praga! fiquei tão emocionada que tive que registrar pra posteridade http://instagram.com/p/aEEwuArrNn/

  4. Maria disse:

    acho que nunca se “foge”dos brasileiros (e é por isso que os diplomatas estão por todos os lugares!).

  5. Patrick disse:

    Boa tarde caríssimo Thomaz Napoleão! Gostaria muito da sua ajuda com o intuito de esclarecer uma dúvida que tenho: Percebi em vários pots que achei no google dizendo que para ser primeiro ministro é necessário pelo menos 20 anos de carreira diplomática. Tenho 27 anos e comecei meus estudos agora, creio que com impeto irei lograr uma vaga na carreira diplomática com aproximadamente 30 anos. Nesta condições descritas, qual seria a minha chance de ser primeiro ministro?
    Entendo que a resposta talvez seja desanimadora, mas peço, por gentileza, extrema sinceridade, pois não conheço ninguém dessa área, e não sei em quem recorrer. Desde já, agradeço pelo empenho. Muito obrigado.
    Obs: Caso seja descrito sobre o quadro especial no corpo diplomático, gostaria, se possível, de alguns esclarecimentos acerca deste quadro. Só acrescentando que já sou funcionário público há 8 anos .
    E mais uma vez agradeço por todo esclarecimento pois vejo seu empenho sempre quando há questionamentos, e mesmo não sendo atribuição de seu cargo, mas por extrema boa vontade, auxilia aqueles que querem saber mais sobre essa nobre carreira.

  6. cairodavid disse:

    Gostei do “Jacó, Jacozinho”! heheh

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s