Cartum: a primeira manhã

Imagine uma cidade suspensa na areia, estendida no deserto, onde o sol, difuso e implacável em seu calor, esconde-se num céu cor de cobre. Imagine edifícios baixos, construções inacabadas, mesquitas, minaretes, ruas e avenidas onde carros, motos e riquixás disputam espaço palmo a palmo, entoando buzinas.

Imagine homens: altos, negros, de túnicas brancas, muitos com cicatrizes sulcando o rosto em veios e indicando sua origem e clã. Sérios e imponentes à primeira vista, sorriso aberto ao menor contato, pedalando bicicletas, vendendo frutas e verduras, pilotando carroças ou carros do último tipo, gritando, gesticulando e rezando ao sinal do muezin. E veja as mulheres: olhares tímidos, cobertas com roupas justas a modelar o corpo, véus à cabeça escondendo cabelos que imagino longos, muito longos. Sudanesas, mas também etíopes, quenianas, sauditas, eritréias.

Sinta cheiros: de poeira, de gasolina, de suor e temperos cujo nome e origem desconheço. Ouça sons: da vendedora de chá na esquina, de adolescentes rindo à porta de um café, tagarelando num linguajar que, segundo me disseram, teve suas origens há quatorze séculos, na península arábica, quando poetas que circulavam de vila em vila pelo deserto criaram um código para histórias em odes e versos.

Olhe para um céu sem estrelas, mas com dezenas de meias-luas, símbolo do Islã, apontadas para cima, do topo das mesquitas. Imagine Cartum, capital do Sudão, cidade onde acordei nesta manhã de quarta-feira, cenário de minha vida pelos próximos dois anos.

Anúncios

Sobre krishnamonteiro

Diplomata brasileiro servindo no Sudão.
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

14 respostas para Cartum: a primeira manhã

  1. gebuosi disse:

    Já posso dizer que eu conheço Cartum… Sua descrição é detalhada, sinestésica, precisa! Lindo texto, linda experiência! Boa sorte no novo projeto!

  2. Belíssimo, Krishna! Muito plástico, pessoal. Cartum assim parece bem humana e bem intensa. Força aí e abraços!

  3. Tássia Novaes disse:

    Verdade. “Cartum assim parece bem humana” … algo além dos genocídios enumerados nos relatórios da ONU. Muito bacana o blog, acompanharei o trabalho de vocês no Sudão e nos outros países. Parabéns aos Jovens Diplomatas 🙂

  4. Rodrigo Vizeu disse:

    Caros, sou repórter da Folha de S.Paulo e estou interessado em fazer uma matéria sobre o blog de vocês. Posso ter o contato de telefone ou e-mail de algum de vocês que possa falar em nome do grupo? Se sim, meu e-mail é rodrigo.vizeu@grupofolha.com.br Muito obrigado, Rodrigo Vizeu

  5. Cristiano disse:

    Vou virar leitor assíduo.

  6. João Daniel disse:

    Genial Krishna, Parabéns.. O Blogue está magnífico!

  7. Danilo disse:

    Pergunta não pertinente ao artigo , mas vai assim mesmo:

    Dizem que nos postos nacionais que não são Brasília normalmente são ocupados por diplomatas em final de carreira.

    Qual o motivo disso ? Muita concorrência para morar em Florianópolis, São Paulo, Rj, etc, ou a natureza do cargo ?

    Poderia algum terceiro secretário , por exemplo, ocupar um posto em Florianópolis ?

    Obrigado !

  8. marília siqueira disse:

    Krishna, feliz em encontrar este blog. Que boa sorte a tua!

    Lembro de ti na Unicamp, e agora nossos caminhos se cruzam mais uma vez, virtualmente.

    Abraços!

  9. Márcia C. disse:

    Lindíssimo, Krishna!
    Orgulhosa de ser sua colega nessa jornada!

  10. Maravilha, Krishna! É a literatura encurtando as distâncias.
    Abraço!

  11. Sabe-se que nesse país também existe o tapete mágico. Gostaria de conhecer um dia tal lugar, mas infelizmente é impossível. Um jovem diplomata que podia ser meu filho (tenho 45) representando o Brasilzão com tanta elegância. Parabéns.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s